Notícias da Zentiva

O laureado com o Prémio Nobel premeia estudantes checos pela sua investigação do cancro e das interações medicamentosas

No dia 22 de junho, Jean-Marie Lehn, laureado com o Prémio Nobel da Química, atribuiu o prémio Sanofi Prize for Pharmacy (Prémio Sanofi para a indústria farmacêutica) a estudantes de pós-graduação checos pela investigação que levaram a cabo em três estudos científicos sobre o cancro, as interações medicamentosas e o desenvolvimento pré-clínico de medicamentos.

Os estudantes que venceram a competição pertencem à Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Hradec Králové, à faculdade de medicina de Olomouc e ao Instituto de Química Macromolecular que, para além do reconhecimento que lhes foi dado pelo seu trabalho, receberam coletivamente 100 000 coroas checas e um estágio no prestigioso laboratório em França

Esta competição destinada a estudantes de farmácia talentosos é organizada pela embaixada francesa em Praga, em parceria com a Sanofi, desde 2009.

“A Sanofi investe cerca de 700 milhões de coroas checas por ano em projetos de ciência e investigação na República Checa e parte desses fundos é destinada a investigações universitárias research,” explica Filip Hrubý, porta-voz na República Checa, acrescentando que, todos os anos, os autores dos dois melhores trabalhos científicos recebem um estágio num prestigioso laboratório francês. Além disso, a Sanofi distribui todos os anos 100 000 coroas checas pelos três premiados.

“O interesse dos estudantes por esta competição não pára de aumentar, tal como a qualidade dos projetos submetidos,” revela Rachid Makhloufi, adido das Ciências e do Ensino Superior da embaixada francesa em Praga e um dos membros do painel de peritos que compõe o júri.

O prémio foi apresentado aos vencedores pelo Professor Jean-Marie Lehn, o cientista que, em 1987, juntamente com dois outros colegas, venceu um Prémio Nobel pela descoberta de macrocíclicos sintéticos com interações específicas da estrutura altamente seletivas na ligação entre iões e moléculas

Este ano, o júri mostrou um maior interesse no trabalho de Eva Koziolová do Instituto de Química Macromolecular da Academia de Ciências Checa. No seu estudo, Eva explora opções de tratamento para tumores que não incluem efeitos secundários indesejados. O segundo prémio foi para Tomáš Smutný da Faculdade das Ciências Farmacêuticas de Hradec Králové, que passou os últimos anos a estudar enzimas que contribuem significativamente para o metabolismo dos fármacos e são a base de várias interações medicamentosas.

O prémio é, sem dúvida, uma forma de se tornar mais conhecido na comunidade científica. Parte do prémio consiste no financiamento de um estágio num dos laboratórios científicos em França. Gostaria de estabelecer uma colaboração científica frutuosa e aprofundar o meu conhecimento na área dos farmacocinéticos moleculares”, diz Smutný, acrescentando ainda que se sentiu muito honrado por receber o prémio tendo em conta o elevado número de concorrentes extremamente qualificados.

Kristýna Krasulová da Universidade Palacký de Olomouc, que recebeu o terceiro lugar, partilha a mesma opinião. “A competição foi feroz. O que me traz ainda mais satisfação por ter recebido o prémio.” “A oportunidade de apresentar os resultados do meu trabalho científico em inglês perante um painel de peritos foi uma experiência inigualável”, revela. A cerimónia de entrega de prémios científicos organizada pela embaixada francesa na República Checa decorreu no Palácio Buquoy, sede da embaixada francesa, por Sua Excelência Jean-Pierre Asvazadourian, o embaixador francês no país.

Prémios Sanofi Prize for Pharmacy de 2016

Local Nome Local de trabalho Título do estudo
1. Eva KOZIOLOVÁ Instituto de Química Macromolecular da Academia de Ciências Checa ‘Desenvolvimento de conjugados de polímero e medicamento eficientes no tratamento de tumores sólidos muito resistentes’
2. Tomáš SMUTNÝ Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Hradec Králové – Universidade Carolina de Praga ‘Novos modelos de fígado in vitro para o desenvolvimento pré-­clínico de medicamentos;
3. Kristýna KRASULOVÁ Faculdade de Medicina, Universidade Palacký de Olomouc ‘Interações específicas do enantiómero entre medicamentos clinicamente usados e o citocromo P450 do fígado’

Aktualizēts: 07. februāris 2017

A Zentiva é a terceira* maior empresa de genéricos da Europa e a que apresenta um crescimento mais rápido.